Recebemos denúncia de um munícipe afirmando que no dia 11 de setembro, ou seja, exatos 30 dias foi realizado pela Prefeitura Municipal da Estância Turística de Paraguaçu Paulista, estado de São Paulo a recuperação do entroncamento da Avenida Siqueira Campos, esquina com Gerônimo Vieira. Segundo o denunciante em menos de 30 dias o buraco ficou maior do que o que estava.

Realizar reparos e obras sem nenhum estudo técnico e sem nenhuma preocupação e, se fazer mal feito, além de se perder o dinheiro, perde-se o serviço, algo que se tornou corriqueiro nesta Administração. O fato é que a utilização do dinheiro público na realização desses serviços necessitaria de uma melhor fiscalização, tanto pelos funcionários públicos concursados que ganham para isso quanto pela Câmara Municipal.

Percebe-se que existe muita gesticulação nos discursos em Plenário e quando vão à tribuna, muitos vídeos são publicados no Facebook por parte dos nossos Vereadores. Porém o acompanhamento, o levantamento dos locais onde os trabalhos de recape ou de manutenção estão sendo realizados, a solicitação dos gastos e o enquadramento, tanto do empresário, quanto dos funcionários que autorizam as medições e os pagamentos por serviços iguais a esses junto ao Ministério Público, nada se vê.

Talvez seja por isso que, tanto o município de Paraguaçu Paulista, assim como as cidades circunvizinhas, não suportam mais este tipo de conduta por parte daqueles que deveriam trabalhar para que o dinheiro público fosse utilizado com responsabilidade.

Quando o Gestor Público é falho e Câmara Municipal omissa, proporcionam caminho para que o dinheiro seja jogado pelo ralo, fazendo com que falte em outras áreas que fazem a população sofrer pela precariedade nos serviços prestados, sejam elas as áreas de saúde, segurança ou educação.