Registros de acidentes nas rodovias administras pela CART – Concessionária Auto Raposo Tavares, associados à combinação direção e álcool, tiveram aumento de 131,2% entre janeiro e agosto deste ano, no comparativo com o mesmo período de 2019.  A CART, com apoio da ARTESP e em parceria da Polícia Rodoviária orientam sobre os riscos que a prática oferece ao condutor e a terceiros e atuam conjuntamente com o objetivo de conter os casos.   

Balanço Operacional do CCO – Centro de Controle de Operações, com base nas ocorrências da polícia rodoviária que no patrulhamento de 444 quilômetros das rodovias SP-225 – João Baptista Cabral Rennó, SP-327 – Orlando Quagliato e SP-270 – Raposo Tavares, nos oito primeiro meses de 2019, houve 16 acidentes com suspeita de embriaguez ao volante. Já em 2020, no mesmo período, foram 37 registros. 

O total de registros em 2020 já supera o volume de todo o ano de 2019, quando foram registradas 34 ocorrências da natureza. Quando analisadas apenas ocorrências com vítimas em acidentes onde houve suspeita de embriaguez ao volante, o aumento é de 800% na comparação entre os períodos: de uma para nove ocorrências.    

“Falamos de um crescimento em plena pandemia. Geralmente são pessoas que utilizam as rodovias para deslocamentos regionais ou de curta distâncias, possivelmente para lazer, conduta que pode causar graves acidentes, inclusive com vítimas fatais. Este alerta da Concessionária e do policiamento rodoviário tem o objetivo de orientar a quem tem este costume, de que a combinação de álcool e direção amplia potencialmente o risco de graves acidentes”, afirma Kaio Nascimento, Supervisor do CCO – Centro de Controle Operacional.    

Padrão   

Conforme levantamento do CCO, 24% dos acidentes desta natureza ocorrem, em sua maioria, nos finais de semana. Os principais períodos são manhã e noite, entre 06h e meio-dia e das 22h até as 23h.    

Ainda de acordo com o balanço operacional, o segmento rodoviário em que predominam acidentes com suspeita de embriaguez ao volante compreende os municípios de Presidente Prudente e Álvares Machado, entre os 552 e 576 da Raposo Tavares. Das 37 ocorrências em 2020, 10 aconteceram neste trecho.    

A CART presta apoio ao polícia rodoviária com plano operacional especial em períodos festivos em que há aumento no volume de tráfego nos deslocamentos para eventos próximos à faixa de domínio da Concessionária. “Para esses períodos festivos, a polícia rodoviária promove blitzeem pontos da rodovia e nas praças de pedágio para a realização de testes de alcoolemia com o uso de etilômetro. Em paralelo, a CART desenvolve campanhas de conscientização e veicula mensagens educativas relacionadas ao tema nos painéis eletrônicos de mensagens”, ressalta Kaio.   

Legislação   

A multa para quem é pego pela fiscalização dirigindo alcoolizado é de R$ 2.934,10. O motorista é enquadrado ainda em infração de natureza gravíssima, inclusive se recusar a fazer o teste de alcoolemia. A lei prevê a suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) por 12 meses e a retenção do veículo como medida administrativa.   

O Brasil integra um seleto hall de países que instituíram a tolerância zero para motoristas que dirigem sob efeito do álcool. O relatório global da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre álcool e saúde (Global Status ReportonAlcoholand Health), revela ainda que o país é um dos 130 que aplicam testes de alcoolemia.  A Organização avalia que países que optaram por adotar medidas que combinam ações educativas, legislação e fiscalização têm avançado na redução da violência no trânsito. 

Sobre a CART               

A CART administra as rodovias SP-225 - João Baptista Cabral Rennó, SP-327 - Orlando Quagliato e SP-270 - Raposo Tavares, no total de 834 quilômetros entre Presidente Epitácio e Bauru, sendo 444 no eixo principal e 390 quilômetros de vicinais. Em 2019, a empresa ganhou a 1ª colocação na categoria Segurança Rodoviária e está entre as 10 melhores Concessionárias de Rodovias do Estado de SP, de acordo com o ranking divulgado pela ARTESP - Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo, órgão que regulamenta e fiscaliza o Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo. As rodovias da CART contribuem para a expansão do comércio, indústria, do agronegócio, do turismo e da prestação de serviços nos municípios cortados pelo Corredor Raposo Tavares. Monitorada e 100% duplicada, a concessão confere segurança e agilidade no trânsito de cargas, conectando o Oeste Paulista com os principais pontos de escoamento da produção do Brasil. 

Por Wilson Vieira - Analista de Comunicação