Intervenções no pavimento irão interromper temporariamente a circulação de veículos em acesso da SP-270 – Rodovia Raposo Tavares ao município de Palmital. Equipes de obras da CART – Concessionária Auto Raposo Tavares irão interditar para obras, nesta sexta-feira, 11, a alça de acesso localizada no quilômetro 414+600 da pista Leste, sentido Ourinhos.  

A alternativa ao motorista trafegando pela pista Oeste (sentido Assis) e que deseja fazer o retorno no km 414, utilizar o próximo dispositivo, localizada a uma distância de quatro quilômetros à frente.  

O local estará devidamente sinalizado com reforço de placas de advertência e dispositivos de sinalização. Equipes treinadas para a execução e orientação do condutor estarão no local. A intervenção está alinhada com a ARTESP – Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo e será executada com o apoio do policiamento rodoviário. “Obras no pavimento como esta, em dispositivos, necessitam de interdição total da alça. Contamos com a compreensão do motorista, pois trata-se de um transtorno eventual que terá como resultado uma malha mais segura para as viagens pela Raposo Tavares”, afirma Luis Eduardo Oliveira, coordenador de Operações da CART.         

 Sobre a CART      

A CART administra as rodovias SP-225 - João Baptista Cabral Rennó, SP-327 - Orlando Quagliato e SP-270 - Raposo Tavares, no total de 834 quilômetros entre Presidente Epitácio e Bauru, sendo 444 no eixo principal e 390 quilômetros de vicinais. Em 2019, a empresa ganhou a 1ª colocação na categoria Segurança Rodoviária e está entre as 10 melhores Concessionárias de Rodovias do Estado de SP, de acordo com o ranking divulgado pela ARTESP - Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo, órgão que regulamenta e fiscaliza o Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo. As rodovias da CART contribuem para a expansão do comércio, indústria, do agronegócio, do turismo e da prestação de serviços nos municípios cortados pelo Corredor Raposo Tavares. Monitorada e 100% duplicada, a concessão confere segurança e agilidade no trânsito de cargas, conectando o Oeste Paulista com os principais pontos de escoamento da produção do Brasil.