© Jefferson Rudy/Agência Senado Marcos Rogério (DEM-RO) em comissão do Senado; ele deverá se tornar vice-líder no Congresso Nacional

O presidente Jair Bolsonaro solicitou a indicação do senador Marcos Rogério da Silva Brito (DEM-RO) para exercer a função de vice-líder do governo no Congresso Nacional.

A informação foi publicada nesta 5ª feira (3.set.2020) em despacho publicado no DOU (Diário Oficial da União).

Com a efetivação da nomeação, o senador terá ao seu lado no posto de vice-líder no Congresso outros 3 senadores: Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), Marcio Bittar (MDB-AC) e Sérgio Petecão (PSD-AC). O atual líder é Eduardo Gomes (MDB-TO).

Além deles, 6 deputados também são vice-líderes do governo no Congresso Nacional: Celso Russomanno (Republicanos-SP), Claudio Cajado (PP-BA), Pedro Lupion (DEM-PR), Marco Feliciano (Republicanos-SP), Rogério Peninha Mendonça (MDB-SC) e Ricardo Barros (PP-PR) –o último é também líder do governo na Câmara.

Quem é Marcos Rogério

Marcos Rogério foi vereador por Ji-Paraná (RO) entre 2009 e 2011 antes de chegar ao Congresso Nacional, como deputado, cargo que ocupou entre 2011 e 2018. Foi eleito senador em 2018, com 324.939 votos.

O senador integra o DEM desde 2016. Antes, foi filiado ao PDT por 11 anos, partido pelo qual chegou a exercer a vice-liderança na Câmara.

Na atual legislatura do Senado, Marcos Rogério atuou como primeiro vice-líder do DEM – mesma legenda dos presidentes do Senado, Davi Alcolumbre, e da Câmara, Rodrigo Maia.

O DEM possui dois ministros no Executivo (Onyx Lorenzoni, da Cidadania, e Tereza Cristina, da Agricultura), mas não faz parte da base governista.

Por Poder360