Casal ataca fiscal da Vigilância Sanitária em aglomerações no Rio (Foto: Reprodução)

O engenheiro civil que atacou um fiscal da Saúde no Rio de Janeiro, segundo imagens do Fantástico, da Rede Globo, recebeu o auxílio emergencial do governo federal no valor de R$ 600, destinado a quem perdeu o emprego ou já estava desempregado antes da pandemia.

De acordo com dados do Portal de Transparência da Controladoria-Geral da União (CGU), obtidos pelo jornal O Globo, o engenheiro retirou a primeira parcela do auxílio, em maio, mas não consta a retirada de outras parcelas.

Nas redes sociais, que foram desativadas após exibição de reportagem no Fantástico, o engenheiro se definia como “pai, casado, engenheiro, atleta amador, mergulhador, de direita, anti-PT, anti-PSOL e anti PC do B”.

A esposa do agressor, que também participou dos ataques ao fiscal, foi demitida nesta segunda-feira pela empresa de transmissão de energia elétrica Taesa.